IMPACTO – Como Comunicar em Público: o livro!

Este livro, escrito por Norberto Amaral, managing partner da Cultiv, reúne a nossa metodologia de comunicação em público, que tem vindo a ser partilhada nas formações e coaching e no nosso serviço de consultoria de comunicação.

Ao longo de 192 páginas o leitor ficará a saber como preparar e estruturar uma apresentação, como se comportar em palco, como criar impacto visual através de software de edição de slides (ex: PowerPoint e Keynote), adaptar-se a diferentes contextos e situações, e criar impacto através de histórias, sentimentos e emoções. Está totalmente adaptado à realidade portuguesa, em que a grande maioria das pessoas prefere que o entusiasmo e extroversão em palco não ultrapasse o foco na mensagem que o orador pretende transmitir.

O livro está à venda nas grandes livrarias: FNAC, Wook, Bertrand, Continente e no site da editora (Arena/Penguin Random House), entre muitos outros locais. Neste último site poderá ser adquirido em versão e-book.

Bill Gates aprendeu o segredo da comunicação com impacto

Segundo a Inc. (ver artigo aqui) Bill Gates aprendeu por acidente o segredo da comunicação em público com impacto com uma apresentação a Warren Buffett: partilhou uma história pessoal simples e emocionante.

Números sem histórias são secos mas, aliados, estes dois elementos podem representar toda a diferença em palco. Histórias dão um cunho pessoal e humano a números, mesmo que estes últimos sejam mais reais.

Como criar histórias pessoais? Na Cultiv podemos ajudá-lo!

Head and shoulders photo of Bill Gates

Fonte: UK Department for International Development.

Tem receio de falar em público? A Harvard Business Review partilhou esta dica para o ultrapassar

Fear, Public, Speaking, Stage, Fright, Anxiety, Anxious

A Harvard Busines Review sugere que deixe de pensar em si para ultrapassar o seu receio de falar em público!

Artigo aqui.

Na Cultiv defendemos exatamente isto: temos de focar no público. Como oradores, nós não somos o principal numa apresentação mas sim quem nos ouve. Se formos generosos e autênticos deixaremos de nos preocupar com a nossa imagem – e em vez disso preocupamos-nos que o público compreenda a nossa mensagem.